Riscos Ocupacionais: identifique, classifique, trate e previna

Riscos Ocupacionais: identifique, classifique, trate e previna

Dependendo do tamanho da empresa, é possível que você já tenha visto em seu ambiente de trabalho um mural contendo um mapa de toda a área local, bem como trazendo uma classificação dos tipos de riscos ocupacionais que cada um dos setores oferece aos funcionários da empresa.

Isso acontece porque os riscos ocupacionais são relevantes e precisam ser identificados da maneira correta, bem como devidamente classificados e, por fim, prevenidos.

Confira com maiores detalhes tudo que você precisa saber sobre o tema.

Leia também: Doenças ocupacionais: conheça as principais e suas causas

O que são riscos ocupacionais?

Riscos ocupacionais são, basicamente, aqueles aos quais os funcionários de uma empresa estão expostos. Como exemplo, os acidentes dentro do ambiente de trabalho.

Geralmente, são riscos provenientes de ruídos repetitivos e muito altos, alguns tipos de vibrações, pouca ou muita iluminação, inflamáveis, gases tóxicos, altas temperaturas, presença de máquinas, dentre outros.

Assim, se existe no local alguma situação potencialmente perigosa para os funcionários da empresa, logo, há um risco ocupacional.

Dentre os tipos de risco, há os classificados como riscos evidentes e riscos graves, bem como os riscos relacionados a altas temperaturas ou mesmo acidentes em indústrias de grande porte.

Por fim, há também os riscos menores. Estes podem, muitas vezes, passar despercebidos. Comumente, são riscos presentes em escritórios ou ambientes administrativos, conhecidos como riscos ergonômicos.

intra-site

Alguns dados sobre os riscos ocupacionais

Nosso país é, infelizmente, um dos primeiros da lista mundial de acidentes ocorridos no ambiente de trabalho. Ou seja, temos por aqui um problema gigante, não apenas causado pela grande quantidade de acidentes a trabalhadores, como também pela redução da competitividade que advém da situação.

Contudo, um dado animador é que, cada vez mais, torna-se perceptível que instituições, empresas e indústrias que conseguem manter um bom nível de organização e que, consequentemente, apresentam reduzidas taxas de acidentes no ambiente de trabalho, conseguem ser muito mais competitivas no mercado, bem como melhor preparadas.

Aliás, pequenos índices de acidentes no ambiente de trabalho estão diretamente ligados a uma cultura organizacional que preza pela especialização de seus funcionários, disciplina, bem como um local de trabalho confortável, saudável, que oferece bem-estar a seus colaboradores.

Consequentemente, a equipe de funcionários estará cada vez mais preparada e engajada nos processos da empresa, alinhados com os objetivos da instituição.

Além disso, é importante frisar que desenvolver um Mapa de Riscos Ocupacionais, políticas de conscientização voltadas à prevenção de acidentes no trabalho, bem como atendimento às NR 9 e NR 12, são atitudes fundamentais para uma empresa e indústria que desejam modernizar suas instalações e serem mais competitivas.

5 tipos de riscos ocupacionais

O Ministério do Trabalho desenvolveu uma classificação dos riscos ocupacionais em 5 tipos. Ao que diz respeito às suas características, são eles:

  • Acidentais;
  • Biológicos;
  • Ergonômicos;
  • Físicos;
  • Químicos.

Contudo, analisando a questão por um ponto de vista mais expandido, podemos encaixar os riscos ocupacionais em 3 categorias:

  • Riscos ambientais – sendo eles os riscos ergonômicos, biológicos, químicos ou físicos;
  • Riscos comportamentais;
  • Riscos operacionais.

No que diz respeito aos riscos ambientais, há que se dar uma atenção especial. Aliás, existe uma portaria apenas para tratar sobre eles: a Portaria n° 25 de 1994 é a responsável por regulamentar a NR 9. Esta, por sua vez, diz respeito aos riscos relacionados ao meio ambiente, bem como ao PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.

Além disso, existe, também a NR 12 que é essencial para a compreensão dos riscos ambientais. Em seu item 12.39-a, ela assinala que há a necessidade de se desenvolver uma análise de riscos.

Ademais, para que seja mais simples prevenir acidentes e diminuir os riscos ocupacionais, o Ministério do Trabalho e as Normas Reguladoras acabaram por definir uma classificação baseada em cores. Esta classificação tem o objetivo de simplificar a criação do Mapa de Riscos Ocupacionais.

Riscos ocupacionais classificados por cor

Para traçar o Mapa de Riscos Ocupacionais, são utilizadas 5 cores. Cada uma delas diz respeito a um tipo de risco:

Amarelo: Risco ergonômico

São os relacionados a demasiado esforço físico, manuseio de cargas pesadas, postura inadequada enquanto realiza o trabalho, rigidez no controle de produtividade, trabalhar além da jornada de trabalho estipulada pela CLT, dentre outras questões afins.

Azul: Risco mecânico

Aqui, estão catalogados os riscos de acidentes com máquinas e equipamentos manuseados sem a devida proteção. Além disso, inclui-se ferramentas inadequadas e iluminação inapropriada.

Por fim, também encontra-se nesta categoria o risco de choque elétrico, incêndio, atmosferas explosivas, dentre outros relacionados.

Marrom: Risco biológico

Diz respeito a fungos, bactérias, parasitas, vírus e protozoários.

Verde: Risco físico

Os riscos físicos dizem respeito às vibrações, ruídos repetitivos e/ou muito altos, umidade, radiação, pressões atípicas e frio ou calor excessivos.

Vermelho: Risco químico

Vapores, gases e fumo. Além disso, encaixa-se na categoria substâncias compostas ou demais produtos químicos que tenham potencial de causar qualquer dano.

Leia também: GRO e PGR: Entenda o que muda na gestão de riscos na nova NR 1

Prevenir os riscos ocupacionais é possível e necessário. A D+ SAÚDE Medicina e Segurança do Trabalho é especializada e pode te auxiliar a manter sua empresa sempre em conformidade com as regras e normativas da Segurança do Trabalho. Clique aqui e realize um orçamento.

As últimas novidades e orientações sobre segurança do trabalho, você encontra no nosso blog.

Redação

Redação

D+ SAÚDE - MEDICINA E SEGURANÇA DO TRABALHO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Ao continuar navegando, você concorda e aceita estas condições. Acesse nossa Política de Privacidade e saiba mais como tratamos os dados pessoais.

Exames de admissão e de rotina no trabalho: Saiba quais são!